quinta-feira, outubro 23, 2008

Perspectiva


Rascunho de parte de HQ. É incrível o que um ou dois pontos de fuga conseguem transmitir numa cena. O senso de profundidade, o agigantamento do espaço, saltam aos olhos. E pensar que até a Renascença, período histórico importantíssimo pra arte (Creio que século XIV, XV...) a perspectiva era praticamente desconhecida. Na idade média, graças ao domínio absoluto da Igreja sobre a criação artística, todas as imagens retratadas numa pintura, seguiam uma hierarquia de tamanho e importância. Jesus era sempre representado maior que os apóstolos, e assim por diante... Não importava se a figura estava na frente ou não. Os artistas eram praticamente anônimos, e considerados meros artesãos. A história começou a mudar com Giotto (acho que é com dois "tês", kkk. Nem pesquisei, tô escrevendo por impulso), considerado um gênio na época. Ele não obedecia os cânones vigentes, pintava árvores nas cenas e seus santos eram de carne e osso. E usava perspectiva (muito embora eu ache suas cenas fraquinhas ainda...). Bom. depois veio a alta Renascença, com Rafael, Leonardo da Vinci, Michelangelo e companhia. E a perspectiva foi estudada como verdadeira ciência. E claro, a serviço da arte.
Hoje em dia achamos comum que um desenho feito em uma folha de papel plano, nos transmita a sensação plena de profundidade, mas ainda é difícil dominar todas suas regras.

Um comentário:

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE SONHOS ILUSTRADOS disse...

PERFEITO O TEXTO! Perspectiva para alguns é como a física quântica para nós KKKK, impossível de entender!! O seu desenho( esboço) está muito bom!! Uma noção bewm real de profundidade!! Abração e ótima semana!