sábado, maio 02, 2009

Triste


Fiz esse desenho a partir de algo totalmente oposto à idéia da morte. A referência foi uma foto de jornal que mostrava pessoas plantando mudas de árvore lá pelos idos da década de 60. Essa foto saiu no jornal da cidade vizinha, Caieiras.
Sempre que vejo fotos de época, me vem a mente os atuais episódios de Lost 5ª temporada. Fico olhando pras pessoas na foto e imaginando o que aconteceu linearmente a cada uma delas. Se tudo que aconteceu tivesse sido filmado, esse momento faria parte de um fotograma. Agora imaginemos que o tempo nada mais é que ver um filme se desenrolar, começo, meio e fim (essa teoria não é minha) . Poderíamos acessar um fotograma específico e reviver esse momento e talvez até alterá-lo. Aí começam os problemas; teríamos o efeito borboleta. Qualquer coisa que mudássemos no passado alteraria completamente o presente e futuro.
Viagens no tempo é mesmo complicado, fácil nos perdermos em baboseiras e teorias, kkkk
Melhor ficar mesmo apenas assistindo Lost.
Bom fim de semana a todos.

Um comentário:

CELSO MATHIAS disse...

KKKK Vc sabe que nunca assisti a Lost KKKK,passo pelo canal e te confesso que não tenho "saco" pra assistir"" mas essa sensação do fotograma de uma vida tenho sempre quando olho algum turista aqui em Copa, aí fico pensando como é a vida do sujeito, por que razão ele estaria ali em Copa, quais os conflitos de sua vida...e assim vai.
Abraços
PS: Fiquei assim tbm qd ao me deparar há uns anos à frente de um Rembrandt( MASP) e ficar 40 minutos olhando o quadro e pensar se naquela determinada pincelada o que Rembrandt estaria vivendo ou naquele exato momento o que ele estaria pensando...depois de 40 minutos viajando no quadro, parei, pois o segurança estava aflito atrás de mim...KKKKKKKKKKKKKKK ( quem seria esse cara que fica 40 minutos a frente de um unico quadro)KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK