sexta-feira, junho 18, 2010

Minha homenagem a Al Williamson




Infelizmente sabemos que ninguém ficará para semente. Fiquei sabendo hoje que em 13 de junho último, faleceu Al Williamson, um grande desenhista de quadrinhos que deixou sua marca com um desenho clássico e inúmeros seguidores e admiradores. Eu mesmo não cheguei a ler e ver muito trabalho seu, mas o pouco que vi em reportagens e outros, assegurou um lugar no meu coração de fã. Se alguém se lembra da revista Calafrio, saiu uma reportagem sobre ele na edição 31, de 1985.
Palavras de Luiz A. Sampaio (na revista):
"Onde um artista deve procurar a sua inspiração? Dentro de si mesmo ou em modelos existentes? Neste segundo caso, poderia se pensar em plágio, em cópias de estilos e desenhos de outros. E realmente é o que acontece em muitos casos. Desenhistas sem talento são obrigados a verdadeiros furtos visuais de outros artistas. Lamentável e indesculpável tal procedimento. No entanto, quando um verdadeiro artista chega a absorver, não por falta de capacidade, mas por admiração, o estilo de outro, para mesclá-lo com o seu próprio, resultando daí algo original e criativo, nada há para se reprovar. E as histórias em quadrinhos estão repletas de exemplos assim. Um deles é Al Williamson, que tirou de Alex Raymond a sua grande fonte de inspiração visual"...
Vi essa notícia e inclusive peguei essas imagens no blog Dibujando Comics, do Fabian Tuñon. Lá tem um texto mais completo, embora em espanhol (O blog é colombiano e nunca sei se é mesmo espanhol). Mas é fácil de ler.

Um comentário:

CELSO MATHIAS disse...

GILBERTO...EU ADORAVA O DESENHO DELE!!! IMPECÁVEL DEMAIS!! AFINAL, O QUE SERIA DO CÉU SEM AS ESTRELAS, FRAZETTA, AL, ROCKWELL???

ACHO QUE O AL DEVERIA SER "ALL"...

BELA HOMENAGEM VIU??

DIGNA DE UM ARTISTA PENSANTE COMO VC

FORTE ABRAÇO E DE MUITA LUZ!!