sexta-feira, outubro 28, 2011

Quadrinizando...

Estou tentando melhorar. Deixar as coisas acontecerem, mas resgatando a paixão. Importante viver cada dia sem perder o olhar deslumbrado com a vida e o mundo, apesar de tudo que há para se explorar nos noticiários. O mundo está mesmo terrível, deprimente até. Mas se começarmos a interiorizar só isso, não sairemos mais de casa. A função do jornal é vender jornal. A do telejornal também é meio por aí: a conquista da audiência, que em contrapartida, trará mais anunciantes, mais dinheiro.
Quadrinhos são sempre incríveis. Uma mídia, uma arte, uma indústria, uma paixão, uma descoberta, uma lembrança. Às vezes resgato as sensações que tinha quando era criança. Boas sensações, quase que exclusivamente ligadas a gibis da antiga Ebal, Disney, etc... Hoje em dia, a garotada já não curte apenas quadrinhos. O videogame reclama atenção, os seriados americanos, o cinema, a internet, enfim...muita coisa concorrendo entre si. Não há como ser diferente.
Mas vivendo cada dia com alegria e agradecimento, pode-se continuar a "curtir" os quadrinhos num nível ainda mais elevado que antes, em parte graças a essas mídias concorrentes, notadamente entre elas, a internet.
Essa página é uma adaptação de um conto de Charles Dickens. Curto, interessante, e perfeito para que desenvolva minha narrativa. Vamos ver no que dá.
Ótimo final de semana a todos e obrigado pelas visitas e comentários.

4 comentários:

Leonardo Climaco disse...

Meu amigo, que diagramação bonita essa hein!? Não sou muito ligado em quadrinhos, mas entendo muito o que vc sente...
Uma pesquisa recente revela que o homem é muito menos violento do que há tempos atrás, devido ao aumento de sua inteligencia... O que acontece hoje é um fenômeno chamado "Showrnalismo" a noticia como espetáculo, (isso é tema de estudos de vários caras sérios do jornalismo, depois da uma procurada que é um assunto bem interessante)
É bem o que vc disse, eles focam na desgraça por ser algo que nos mobiliza e chama a atenção, tendemos a consumir isso por uma série de motivos psicológicos...
É sempre bom não ver "somente" os noticiários que estão mais acessíveis, procure revistas e jornais alternativos, jornalismo independente na internet, e vc ficará surpreso com pontos de vista diametralmente opostos, e daí vc formará novos pontos de vista seus...
Bom final de semana meu amigo.

Leonardo Climaco disse...

O Olhar do topo da pagina ta animal!

Eduardo Schloesser disse...

Excelente post, meu velho. Faz juz ao grande cara que cê é.
Este trabalho promete. O referido conto do Dickens, é um de assombração? A cena me parece familiar.
Pisa fundo que esse chão é teu.
Forte abraço.

Gilberto Queiroz disse...

Ôpa! Valeu, Leo! É isso mesmo: Shownarlismo puro. Sempre desconfio das estatísticas noticiadas e tento não seguir uma só linha jornalística. Mas preciso mesmo ficar mais ligado nas atualidades, Claro, da forma mais independente possível. Você está certo. Brigadão pelos elogios.
Brigadão tb, Eduardo! E sim, é um conto de assombração: Estou lendo em dois livros diferentes: em um está nomeado como "O Sentinela". Em outro como: "O vigia da fronteira".
Abração,