segunda-feira, abril 16, 2012

Expo Quadrinhos 51

Como postei mais abaixo, a Expo Quadrinhos 51 está mesmo imperdível. Já fui duas vezes. Não é uma exposição tão grande quanto a do Angeli (em números de desenhos, pinturas e diversos), mas têm um charme todo especial ver como profissionais dos quadrinhos de outrora, realizavam um trabalho digno, forte e competitivo, mercadológicamente falando. Os caras não tinham computador, nada, tudo era na raça. E quanta técnica de bico de pena, pincel, aplicação de retículas, texturas feitas com pano e nanquim, aguadas, etc...de cair o queixo. Claro que, se você vai lá sem atentar para o contexto da época, pode, soberbamente, desmerecer o trabalho desses artistas, mas isso é inadmissível. É mais ou menos como pessoas que, ao verem imagens das jogadas fantásticas de Pelé, dizem que os zagueiros da época eram de nada, sem preparo, e que se fosse agora, Pelé não seria Pelé. Esquecem da precariedade dos equipamentos esportivos, chuteiras, bolas pesadíssimas, preparo físico da idade da pedra para todos, inclusive Pelé.
   Bom, deixo vocês com algumas fotos que fiz na Expo. Mesmo desligando o flash, algumas não ficaram tão boas por causa do vidro das molduras. Mas creio que dê para apreciar.
Ótima semana a todos e obrigado pelas visitas.

















6 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Amigo, esta exposição deve estar demais! Uma das desvantagens de se morar longe de Sampa é não poder participar deste eventos. Mas acho que suas fotos dão um bom apanhado do que seja a coisa.

Concordo contigo, se olharmos os trabalhos de outrora, alguns podem parecer "imperfeitos", mas não se deve esquecer que estes artistas tiravam leite de pedra, matavam um leão por dia e sentaram as bases para o que se faz hoje.
Excelente post. Tanks boy.
Abraços e saúde.

Gilberto Queiroz disse...

Valeu, Eduardo. Cara, se você morasse em São Paulo, iríamos a muitas exposições como essa. A garotada parece que não prestigia como deve. Seguem mais o lance das modinhas. Nada contra, claro.
Abração e mais uma vez, obrigado.

CELSO MATHIAS disse...

Um quadrinista paulista que se preze não pode deixar de ver isso! Um quadrinista carioca que se preze junta o último trocado pra ir ver isso.
Ótimo!!
Abração Gil

Gilberto Queiroz disse...

É isso aí, Celso! Vamos juntar esses trocados e vir pra Sampa!
Abração,

Izabel Garcia disse...

Tinha que rolar uma exposição dessas aqui em Floripa!

Gilberto Queiroz disse...

É verdade, Izabel! Deveria ser uma expo itinerante. Um estado após o outro. E Floripa não poderia ficar de fora...
Obrigado pela visita e comentário,
Abraço,