terça-feira, agosto 28, 2012

Três Sombras

Acabo de ler Três Sombras, de Cyril Predosa. Até aí nada demais. Mas o fato é que acho que estou meio desatualizado com o que anda saindo nas HQs. Peguei pra ler aqui na Biblioteca do Bairro e, como gostei bastante, resolvi compartilhar aqui no blog. Ao fazer uma pesquisa para coletar umas imagens da HQ (Pois já havia devolvido o livro), descobri que várias pessoas e sites já indicaram e fizeram resenhas.  Isso torna-se mais um motivo para divulgar aqui.
Segundo a Cia das Letras:
"Joachim e seus pais levam uma vida tranquila em uma pequena casa no campo. A aparição de três sombras no alto de uma colina, no entanto, corrói a harmonia da vida em família e enche os pais de dúvidas. Seriam viajantes? Por que estão rondando a casa? A cada tentativa de aproximação, as figuras misteriosas desaparecem. Logo, eles percebem que as sombras estão ali para buscar Joachim. Recusando-se a aceitar esse fato, o pai foge com o filho em uma viagem febril e desesperada, sempre com as sinistras sombras em seu encalço.
Joachim deixa assim seu mundo idílico pela primeira vez para viajar por terras hostis em um navio precário, onde conhecerá um mundo cercado de adultos trapaceiros e imorais. Três sombras é um romance de aventura, com contornos épicos, e que explora sutilmente questões de ordem filosófica e moral."



2 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Salve, meu amigo. Sabe, este teu blog pra mim já é uma referência, pois além de boas artes, nos apresenta obras de artistas refinadíssimos como o inigualável Celco Mathias e outros, bem como matérias e links imperdíveis. Parabéns pelo trabalho.

Agora, quanto ao livro que você comenta nesta postagem, devo dizer que por causa do preço, demorei muito a adquiri-lo, mas assim que pude, comprei-o dada a difulgação positiva que fizeram dele. Achei bom, apenas bom, é uma hq humana, concordo, a arte estilizada é fantástica e pra mim é o ponto forte do ábum, mas não sei, não consegui me inserir no drama, faltou um "Q" que não sei definir direito, mas que me levou a ficar decepcionado, pois os sites especializados a elegeram uma das melhores do ano. Pra ver o que é uma porpaganda bem feita, hoje tem muito disso na minha opinião. Há coisas muito legais que infelizmente o público desconhece, inclusive produzida aqui. Três Sombras, juntamente com várias outras, a meu ver, é uma hq de cobre, mas vendida como se fosse ouro. Mas into não é novidade.
Abração.

Gilberto Queiroz disse...

Fala, Eduardo! Eu gostei principalmente pelos desenhos. E concordo com vc em tudo o mais. Analisando assim, mais pé no chão mesmo, comparado por exemplo, às obras de Will Eisner (O edifício, por exemplo) fica com a medalha de bronze. Aliás, bela analogia você fez com o cobre e o ouro! Mas me encantei foi mesmo com os desenhos e oritmo da narrativa, meio ritmo de animação.
Grande abraço e obrigado pelos elogios ao blog.