domingo, fevereiro 17, 2013

Esse subestimado, o personagem 3

ANTAGONISTAS
Todo herói necessita de um vilão a que possa derrotar. Sem ele, a história ficaria sem sentido.
Alguns são a personificação do mal, sem matizes, como Ming de Flash Gordon. Alguns outros são estranhos, pois acabam nos causando simpatia e nos fazendo identificar com seus defeitos. O Duas Caras, por exemplo, é vilão por força das circunstâncias do que aconteceu a ele. (eu particularmente, acredito que uma das melhores galerias de vilões seja a do Batman).
Vilões do Superman





















ANTI-HERÓIS
Às vezes o protagonista se situa em uma região de atuação entre o bem e o mal. A ambiguidade em pessoa. Atualmente vários personagens fazem ou fizeram sucesso com esse perfil. Alguns exemplos, Juiz Dred,  O Sombra (personagem antigo, oriundo dos antigos pulps).
Acho que Jonah Hex pode se enquadrar nessa categoria também.

















Você leitor, acha que o mundo dos quadrinhos deve ser mais preto e branco, com protagonistas com personalidade bem marcados para o bem, vilões maldosos; ou simpatiza com personagens mais ambíguos?
Bom, neste início de semana, devo postar um pouco mais sobre o assunto. Verdadeiramente não é uma postagem com estudo super (ops...) profundo, mas está sendo muito bom postar essas imagens e pensar um pouco sobre esse incrível universo dos quadrinhos.
Grande abraço a todos e obrigado pelas visitas e comentários.


2 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Creio que o Justiceiro, se enquadre no contexto anti-herói. Constantine seria outro. Eu sempre gostei de personagens ambíguos, principalmente os vilões, o que os motiva a cometer suas maldades poderia enganar até o mais santo e nos fazer acreditar que estão certos, para eles são motivos nobres, não são na verdade (alguns até sabem disso). Personagens assim são mais ricos do que o Coringa, que quer ver o circo pegar fogo só pelo prazer de velo queimar. Bem, precisaria de mais espaço e tempo para me explicar melhor.
Parabéns pela postagem e um abraço.

Gilberto Queiroz disse...

Verdade, Eduardo. Justiceiro e Constantine fazem parte da lista sim.
Não fiz um estudo profundo sobre o Coringa, mas o que ficou marcado do cinema principalmente, é que ele só quer ver o circo pegar fogo, como vc escreveu.
Gosto de alguns vilões do Aranha.
E o seu Zé Gatão, em qual categoria de personagem se encaixa? Anti-herói talvez? (ou com certeza)