segunda-feira, dezembro 30, 2013

Lay-outs e final de ano


Percebi que os desenhistas, mesmo quando de férias, costumam mesmo é desenhar para relaxar. A gente entra nas redes sociais e vê que todos estão postando trabalhos, encomendas ou deleites. Não param. Eu estou resistindo a postar no Facebook, me limitando a curtir uma postagem ou outra, mas como é difícil ficar ausente...
Por isso prefiro postar aqui no blog. Mais reservado, mais tranquilo, menos estressante. E é um espaço só meu (até que o blogger diga o contrário, kkk)
Amanhã, último dia do ano, quase sempre é um dia melancólico para mim. Às vezes fico pensando no quanto preciso melhorar, fazer mais por mim e pelos que me são queridos, essas coisas. Mas como não dá para mudar da água "pro" vinho, tenho que me resignar e assumir que ano que vêm terei mais uma chance. Por exemplo, todo ano me cobro correr a São Silvestre. Mas sempre há um empecilho, um muro alto que vai se construindo a partir de agosto ou setembro, e diante do qual assumo que não será esse ano ainda. Explico: eu corro quase todos os dias, já corri 2 maratonas de São Paulo, várias minimaratonas, uma inclusive no Rio de Janeiro; mas a São Silvestre é icônica. Todo mundo me pergunta se já corri ou vou correr quando me vê treinar próximo do dia 31. Hoje em dia desconverso. A taxa de inscrição sempre acho abusiva. (sim, temos que pagar. Não sei quanto foi esse ano, mas creio que uns R$ 100,00 ou pouco menos). Esse valor invisto num tênis, que é bem melhor. Esse ano estou praticamente curado de uma dor incômoda que tinha no joelho esquerdo e projeto várias participações em provas para 2014. Já tenho até um foco: Prova do Aniversário de São Paulo, dia 25 de janeiro. Por isso tiro a São Silvestre de lado mais uma vez e nada desanimado.
   Espera-se que um blog de desenhista fale apenas de desenho e arte, mas como somos humanos e múltiplos, de vez em quando há uma exceção. Eu gostaria de falar de muitas coisas, mas em 2014 posso pensar nisso como algum outro projeto pessoal.
    A carga emocional do final de ano é responsável por muita coisa triste, mas também muita coisa boa. Época do ano ótima para os bipolares. Fica fácil camuflar as emoções, principalmente se os picos de euforia coincidirem, kkk...

     Desejo a todos que visitam este espaço, um final de ano alegre, saudável, com muito equilíbrio e bem aventuranças. Não esqueçam de agradecer, seja quais forem as suas crenças e religiões.
BOAS FESTAS E FELIZ 2014.
Abração,

2 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Amigão, ando tão atarefado este fim de ano (e não só lidando com arte)que só entro na net pra verificar e-mails e olhe lá, por isto nem tive tempo de comentar suas últimas postagens (algo que gosto muito) mas acho que dá tempo de desejar a você e sua família muita saúde, trabalho, boa remuneração e sucesso no ano de 2014.
Forte abraço.

Gilberto Queiroz disse...

Obrigado, Eduardo! Desejo tudo de bom pra e sua família também. 2014 já está nas nossas portas e com certeza será um bom ano.
Grande abraço.