quarta-feira, fevereiro 05, 2014

Observando no trem...


Feitos ontem, durante minha viagem quase semanal à gráfica onde rodo meus serviços. Muito calor, sonolência, e vontade de desenhar, já que fazia dias não conseguia desenhar de observação. Algumas pessoas me perguntam como faço, se faço construção, e também por que o traço e acabamento ficam tão diferentes do meus traços costumeiros. Bom, tento ser discreto, disfarçar o olhar (por conta disso estou me tornando um bom espião ou detetive, kkk), não faço construção alguma. Vai direto e às vezes começo um desenho pelas partes mais estranhas. Meus melhores desenhos geralmente são os feitos em pouquíssimo tempo, não mais que um ou dois minutos. Quando tenho muito tempo acabo me perdendo. Quando penso que posso perder a modelo e a pose a qualquer instante e deixo o inconsciente assumir, geralmente sai coisa razoável. Quanto ao traço ser meio bagunçado, é só lembrar dessa premência de tempo e do fato que tudo é feito no balanço nem sempre tranquilo do trem.
Obrigado a todos pelas visitas e comentários.

2 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Estes desenhos feitos assim, de chofre são muito legais porque soam espontâneos por demais. Como já comentei, tem gente graúda ganhando $$$ com sketchbooks.
Os teus em particular tem um sabor peculiar. Não deixe de faze-los.

Ainda pretendo assistir aos vídeos que você posta por aqui, mas meu tempo anda corrido demais. Não ando muito bem, meu amigo, mas vou resistindo.

Abração e sucesso.

Gilberto Queiroz disse...

Fala, Eduardo. Mas não se preocupe. Sei como é corrido esse viver. Quando pude assista sim. Obrigado pelo apoio de sempre.Grande abraço siga resistindo.