quinta-feira, março 27, 2014

Sempre o trem.

Hoje no trem. Quase cheio esse caderninho, logo parto para encher um outro que havia deixado parado. Se que vários visitantes desenham e não seria necessário explicar processo de desenho algum, mas para os menos experientes, devo explicar que esses desenhos de observação são feitos de supetão, sem construção alguma, cada traço tentando expressar do melhor jeito o espaço e forma. Quando vou desenhar  algo mais burilado e pensado, geralmente se constrói um esboço e vai se definindo por cima.
    O resultado legal que o fato de desenhar direto nos traz é o olhar mais afiado que, creio, vamos adquirindo a cada novo desenho.

2 comentários:

Eduardo Schloesser disse...

Só pra usar uma expressão que, penso, já caiu em desuso: SUPIMPA!

Gilberto Queiroz disse...

KKK. É. essa tá meio antiga, mas pra mim tá valendo, Eduardo.
Obrigado e um grande abraço!